De cemitério de ideias a embrião de sementes : uma experiência sobre a mobilização social em Fernando de Noronha

DSpace Repository

De cemitério de ideias a embrião de sementes : uma experiência sobre a mobilização social em Fernando de Noronha

Show full item record

Title: De cemitério de ideias a embrião de sementes : uma experiência sobre a mobilização social em Fernando de Noronha
Author: Cleto, Alice Watson
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Excelência em Turismo, Programa de Pós-Graduação em Turismo, 2013.A Ilha pernambucana de Fernando de Noronha (FN), um dos principais destinos turísticos do Brasil, está a beira de um colapso socioambiental, segundo o Estudo de Capacidade de Suporte (ECS) e Indicadores de Sustentabilidade de Fernando de Noronha (FN), feito pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), em 2009. Noronha opera com uma sobrecarga de cerca de 2000 pessoas e se desenvolve privilegiando o crescimento do turismo e a preservação da natureza em detrimento da qualidade de vida dos moradores. Este quadro de dilaceramento socioambiental pode ser revertido se a comunidade, administração e turistas mudarem seus padrões de comportamento e se mobilizarem para transformar o destino de Noronha. Tendo como inspiração e base o programa Noronha +20 (2011), um projeto construído na Ilha de forma participativa com o objetivo de promover a gestão socioambiental sustentável de FN, esta pesquisa buscou analisar como seria possível mobilizar a comunidade a participar dos processos decisórios na administração insular. Ao pesquisar o histórico de mobilização na Ilha, uma bela história veio à tona: o movimento “SOS Noronha”, quando toda a comunidade lutou contra a anexação da Ilha a Pernambuco em 1988. Desde então, a comunidade está desunida, perdeu a esperança e vontade de batalhar pelo bem comum e pouco se envolve nos projetos e nas decisões que estão relacionadas diretamente ao seu futuro. Como resgatar esse sentimento que uniu a Ilha inteira em 1988 e usar o aprendizado desse movimento para mobilizar os jovens, única geração ainda capaz de iniciar esse necessário processo de transformação socioambiental? Para buscar essa resposta, pesquisei ferramentas de comunicação para mobilizar os atores envolvidos e produzi com os alunos do ensino fundamental e médio da Escola Arquipélago, única escola da Ilha, um documentário sobre a mobilização de 1988. Mobilizar trabalhando o afeto, a cidadania e a auto-estima são algumas descobertas dessa experiência compartilhada com cerca de 20 jovens noronhenses. A transmissão de saberes entre as gerações e o resgate histórico obtidos com essa pesquisa podem contribuir para propor estratégias visando um planejamento participativo voltado ao desenvolvimento sustentável de Noronha, cenário onde seria possível pensar na retomada do crescimento populacional, no turismo sustentável e, acima de tudo, na melhoria da qualidade de vida dos filhos da Ilha. ______________________________________________________________________________ ABSTRACTFernando de Noronha, an island located neartheast coast of Brazil, in the state of Pernambuco -Fernando de Noronha (FN); one of Brazil’s main touristic spots is at the edge of socio environmental collapse, according by the Study of Support Capacity (or Estudo de Capacidade de Suporte (ECS), in Portuguese) and local indicators of sustainability, done by the Ministry of Natural Environment, in 2009. Noronha operates with an overflow of about 2000 people and develops itself favoring the growth of tourism and the conservation of nature in detriment of the local habitant’s quality of life. This situation of socio environmental shattering could be reverted if the community, local administration and tourists changed their behavior patterns and mobilized themselves to change Noronha’s destiny. Having as an inspiration and ground base the program Noronha +20 (2011)- one of the first projects built on the island in a participative way and with the goal of promoting a sustainable socio environmental management in FN, this research analyzed how it would be possible to mobilize the community for the participation in the decisive processes of the insular administration. While searching the mobilization history of the island, a handy story came to surface: the “SOS Noronha” movement. A movement when the whole community fought in vain against the island’s annexation to the state of Pernambuco, in 1988. Since then, the community has been split, lost all hope and will of battling for the common good and has little involvement in projects and decisions that are directly related to their future. How to redeem this feeling that united the whole island in 1988 and use the lessons learned from this movement to gather the young – only generation still capable of starting the necessary processes of socio environmental transformation? To find this answer, I produced, together with the Escola Arquipélago students, a documentary about the 1988’s mobilization. To mobilize working with affection, citizenship and self-esteem are some of the discoveries of this experience shared with about 20 young Noronhenses (people from FN). The passing on of knowledge between generations and the historical rescue attained with this research could contribute to suggest strategies seeking a participative planning, aimed at the sustainable development of Noronha, a scenario where it would be possible to think about the resumption of the population’s growth, sustainable tourism, and, above all, the improvement of the island’s quality of life.
URI: CLETO, Alice Watson. De cemitério de ideias a embrião de sementes : uma experiência sobre a mobilização social em Fernando de Noronha. 2013. 192 f., il. Dissertação (Mestrado Profissional em Turismo)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
http://repositorio.unb.br/handle/10482/14295
Date: 2016-04-20


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account